Ir direto para menu de acessibilidade.

Commodities agrícolas apresentam alta de preços e renda média eleva consideravelmente no mês de novembro no sul de Minas Gerais

Publicado: Quinta, 11 Dezembro 2014 08:45

Neste mês de novembro de 2014, a renda média rural no sul de Minas Gerais, apresentou elevação de 17,12%. O IPP subiu 2,12% no período, valores estes detectados pelo Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras (DAE/UFLA) em seu trabalho mensal de coleta e divulgação do Índice de Preços Recebidos (IPR) e Índice de Preços Pagos (IPP), referente a venda dos produtos agrícolas no Sul de Minas Gerais.

O coordenador da pesquisa, professor Renato Fontes, ressalta que todos os grupos de commodities pesquisados tiveram elevação dos seus preços, explicado pelo professor, como sendo ocasionado pelo inicio do período da entressafra em nossa região, o que ocasiona uma menor oferta de produtos disponíveis no mercado consumidor, além da precificação dos riscos incontroláveis inerentes ao setor produtivo agrícola possam ocorrer no processo de desenvolvimento das atividades. Destacando principalmente, o grupo das carnes com alta de 15,61%, dos grãos com 8,86% e de verduras e frutas com elevação superior a 5%.

No grupo das carnes, interessante ressaltar a elevação dos preços das carnes de frango, com 14,88%, de suíno com 18,84 e peixe 28,91%, demonstrando a migração do consumo da carne bovina para outros tipos de carne, isto é um dos princípios básicos da economia onde produtos substitutos disputam a preferência do consumidor e se o preço de um deles se eleva de maneira que o consumidor sinta demasiadamente em seu bolso, este busca transferir a sua demanda para outro produto, só que estes produtos apresentam uma oferta estática no período e a demanda se eleva, o resultado é a majoração dos preços explica o professor Renato Fontes.

Os resultados dos insumos demonstraram elevação de preços principalmente dos adubos, pois o período atual representa no calendário agrícola a necessidade de compra de adubos para a fertilização do processo produtivo e estes insumos poderá apresentar ainda mais elevação decorrente da elevação do preço do Dólar em relação ao Real, pois estes insumos são cotados em moeda internacional.

Renato Elias Fontes
Professor DAE/UFLA

Universidade Federal de Lavras •

Departamento de Administração e Economia •

DAE / UFLA • Caixa Postal 3037 • CEP 37200-000 • Lavras MG

Telefone: (35) 3829-1441 • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.