Ir direto para menu de acessibilidade.

Mês de novembro apresenta estabilidade na renda média do produtor rural no sul de Minas Gerais

Publicado: Terça, 17 Dezembro 2013 11:46

Renda do produtor rural do Sul de Minas Gerais se manteve praticamente estável com uma queda de -0,09% no mês de novembro conforme dados levantados pelo Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras (DAE/UFLA), por meio dos cálculos dos Índices de Preços Recebido (relativos aos preços recebidos pelos produtos comercializados pelos produtores) e Índices de Preços Pagos (relativo aos preços pagos aos insumos para produção).

De acordo com a pesquisa coordenada pelo Professor Renato, pode-se observar que os preços dos insumos agrícolas se mantiveram em estabilidade em relação ao mês de outubro, o que também ocorreu no geral para os preços recebidos pelo produtor. A queda nos insumos foi de -0,04% enquanto para o preço recebido pelo produtor rural a queda foi de 0,09%, ou seja, a renda real do produtor agrícola da região obteve uma queda pouco significativa.

A ligeira queda ocorreu principalmente pela continuação da queda no preço do café que agora já acumula no ano de 2013 uma queda total de -29,60%, e também pela queda nos preços dos grãos, que na comparação com o mês anterior foi de -2,27%. Essas duas quedas somada a estabilidade no preço do leite, já esperado para este mês, fez com que a renda do produtor rural fica-se em queda.

Em relação ao preço do leite, no comparativo ao mês anterior apresentou uma queda de -0,54%, o que para o professor Renato Fontes, pode indicar o início de um período de recuo nos preços desta commodity, uma vez que estes já estão acumulando lucros maiores desde o inicio do ano e a atividade esta entrando em fase de safra do leite e conforme a teoria econômica, um aumento da oferta do leite leva a diminuição dos preços.

Com os preços dos grãos, café e leite em ligeira queda, o responsável por manter a renda do produtor praticamente estável foi o acréscimo sofrido nos preços das hortaliças que obteve uma alta de 6,17% na região. Podemos destacar também nesse fim de ano o acumulado do grupo das hortaliças, que esta em 23,26% de alta desde janeiro de 2013 até o presente mês.

 

Renato Elias Fontes
Professor DAE/UFLA

Universidade Federal de Lavras •

Departamento de Administração e Economia •

DAE / UFLA • Caixa Postal 3037 • CEP 37200-000 • Lavras MG

Telefone: (35) 3829-1441 • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.