Ir direto para menu de acessibilidade.

Renda Média do produtor rural volta a cair ocasionada principalmente pelo baixo preço do café

Publicado: Quarta, 09 Outubro 2013 19:01

O Índice de Preços Recebidos (IPR), referente a venda dos produtos agrícolas e o Índice de Preços Pagos (IPP), referente aos insumos gastos pelos produtores rurais, na produção de sua atividade no Sul de Minas Gerais, desenvolvido pelo professor Renato Fontes (DAE/UFLA) teve como resultado do mês de Setembro de 2013 o IPR em queda de -2,65% e o IPP apresentou uma ligeira baixa de -0,04% o que demonstra um mês extramente ruim para a renda do produtor rural. No período analisado somente o grupo do leite apresentou elevação de preço em 2,79%.

Analisando o período entre janeiro a setembro de 2013, o IPR na sua estruturação em grupos demonstrou resultados de elevação de renda para os produtores de hortaliças e frutas em 15,89% e pecuaristas de leite em 12,69%, enquanto os produtores de grãs apresentam uma diminuição na renda de -6,85% e o grande destaque negativo volta a ser o café, que vem apresentando queda da renda neste período, uma queda acumulada em -21,35%. O professor Renato Fontes salienta que a queda do preço do café é o principal responsável pelo fato da renda média dos produtores apresentarem resultado negativo neste ano de 2013 em -3,92% até o momento, pois pelas características produtivas da região sul de Minas Gerais a commodity café tem elevada importância na composição da renda média.

Somente neste mês de setembro o café teve seu preço reduzindo em -7,24% e conforme explica o professor Renato Fontes esta queda de preço é muito bem entendida e referendada pela teoria econômica, pois neste período esta havendo a finalização da colheita do café que é um período no qual os cafeicultores têm um elevado gasto financeiro e que precisam vender o produto para fazer caixa e pagar seus gastos, com isto, traz uma elevação da oferta, ou seja, há mais café no mercado causando a redução dos preços.

O IPP apresentou redução de -0,04%. Os insumos agropecuários como ração, defensivos, vacinas e parasiticidas apresentaram queda de preços e foram os isumo que mais contribuíram para a baixa do IPP.


Renato Elias Fontes
DAE/UFLA

Universidade Federal de Lavras •

Departamento de Administração e Economia •

DAE / UFLA • Caixa Postal 3037 • CEP 37200-000 • Lavras MG

Telefone: (35) 3829-1441 • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.